08/05/2009

Um pouco de Oswaldo Guayasamín

A América Latina produz umas coisas que os latinoamericanos não poderiam imaginar...
O camarada da foto acima é Oswaldo Guayasamín. Creio que não sejam muitas as pessoas que já ouviram falar dele.
Nasceu no dia 6 de julho de 1919, na cidade de Quito, no Equador (Como diz aquela marchinha: "A capital do Equador é sempre Quito". Eita que essa fonética cacofônica brasileira é uma pilantrinha...
Guayasamín morreu em 10 de março (aniversário de Pacheco, o velho) de 1979.
Mas então. Mãos expressionantemente ossudas. Figuras cadavéricas. Rostidades profundas e sinistras. Olhos que pairam sobre as órbitas. Bocas flamejantes.
Esse cara tem umas obras que vou vos mostrar...


Quito de la nube negra



Flores secas



El Dolor

É só olhar. Não preciso escrever coisas sobre a imagem.

Melhor mostrar outras, não? Lá se vão.

Beruño


Depois de Beruño a gente pode começar a ver algumas das mais dramáticas de Guayasamín... São muitas; e densas. A série 'Las manos', da coleção "La Edad de la Ira", são muito expressionantes.

Las manos del mendigo



Las manos del Terror



Las manos de la protesta


Las manos del silencio


Las manos insaciables


Mais uma?

Arrastre


Agora, o caminho das pedras...
Descubram mais de Guayasamín por vos mesmos. Podem visitar o site do artista. O link é o seguinte:
http://www.guayasamin.com/pages/index.html
Podem também dar uma pesquisada no google imagens. Mas não precisam buscar. Já fiz isso pra vosmecês...
Clicai-vos no link - mais de Oswaldo Guayasamín.

Achei este vídeo sobre Guayasamín no youtube. Vale a pena assistir.

3 comentários:

carmen disse...

Descobri o Guyasamin esta semana, nem sabia que ele existia.
Fiquei encantada com seu trabalho, com a força da sua obra, suas cores, tudo.
daí fui procurar mais e achei teu blog.
Prazer em conhecê-lo e teu blog é um lugar que vou voltar.
Abçs baianos

Itinerante disse...

Visitei o Equador, mas é agora com Luis Sepúlveda em "Histórias daqui e dali" que descobri Guyasamin. Vi aqui o conjunto de quadros sob o tema das mãos. Pena não os ter visto expostos.
Ana ( Portugal )

Raul Agostino disse...

Excelente post.